Disfunção erétil: um problema masculino agudo. Melhores curas para ereção

Disfunção erétil: um problema masculino agudo. Melhores curas para ereção

Cada segundo homem tem disfunção sexual.Nos últimos cinco anos, a incidência de doenças do aparelho geniturinário em todo o mundo superou a incidência de doenças do aparelho circulatório e, aos 40 anos, cada segundo homem apresenta disfunção sexual, em especial disfunção erétil. Mas apenas 25% dos doentes procuram um urologista. Esse é um problema global da sociedade, já que o tratamento da doença em uma fase posterior é muito mais complicado e caro. Muitos homens pensam que tais violações da saúde são praticamente irreparáveis. Mas não é assim: a disfunção erétil tem cura em 95% dos casos. Se tratá-lo na etapa inicial, por via de regra, é suficiente usar medicamentos.

O que é uma ereção?

A ereção é um mecanismo físico. O pênis masculino consiste em corpos cavernosos e esponjosos. Em um estado relaxado e calmo, não há sangue nesses corpos. Mas no momento da excitação sexual, o sangue os enche. Nesse caso, os músculos ciático-cavernosos da base do pênis se contraem e cobrem a saída de sangue dos corpos cavernoso e esponjoso. Desta forma, a ereção é suportada.

Mecanismo de ereção.O complexo mecanismo de ereção pode ser explicado de forma bastante simples: no pênis existem corpos cavernosos, cheios de sangue. Você pode fazer uma analogia com um tanque com dois tubos: um tubo para o reservatório, o sangue flui (vasos arteriais), outro tubo (pelas veias), o sangue flui. Com a ereção, o fluxo sanguíneo (ao longo das artérias) é alto e o fluxo (pelas veias) para completamente. A quantidade de sangue que passa pelos vasos e sai dos corpos cavernosos pelo sistema nervoso é regulada. Sua função pode ser comparada a um computador de controle. Se o computador (sistema nervoso) falhar – isso leva à disfunção erétil.

Neste exemplo, fica claro que as violações no enchimento do tanque podem ser causadas por uma violação do regulamento (pelo sistema nervoso), ou por uma violação do fluxo sanguíneo (vasos arteriais), ou por uma violação do fluxo de saída de sangue (vasos venosos). Todos esses fatores afetam o desenvolvimento da disfunção erétil.

Claro, existe também o sistema endócrino, os hormônios que regulam o comportamento sexual, afetam o componente nervoso da ereção, assim como as interações vasculares. Se houver uma violação da produção de certos hormônios, também ocorre a disfunção erétil.

O que é disfunção erétil?

O que é disfunção erétil?Atualmente, as associações mundiais de urologistas entendem pelo termo «disfunção erétil» a incapacidade de manter uma ereção suficiente para satisfazer a atividade sexual, caso essas doenças durem pelo menos três meses. Ou seja, é uma incapacidade prolongada de alcançar ou manter uma ereção. Para identificar a disfunção erétil, use um teste que ajudará a avaliar a extensão do distúrbio.

O termo “disfunção erétil” é sugerido nos EUA em vez de “impotência”, implicando uma percepção muito categórica do problema. Atualmente, o termo “disfunção erétil” inclui não apenas um distúrbio de ereção, mas também um distúrbio do desejo sexual (libido) e ejaculação: Disfunção erétil (uma violação da potência) – uma incapacidade permanente ou recorrente de cometer relações sexuais e / ou de trazer relações sexuais antes da ejaculação.

Para pensar sobre o problema da impotência, um homem deve, quando mais de 25% das tentativas de realizar uma relação sexual completa, fracassarem. Muitas vezes, a disfunção erétil é um sinal de deterioração da saúde. Em 90% dos casos de impotência, a previsão dos especialistas é favorável. O principal é o acesso oportuno a um especialista e a execução precisa do tratamento prescrito.

Causas da disfunção erétil

Causas de disfunção erétil.A disfunção erétil pode ocorrer por muitos motivos e, muitas vezes, esse distúrbio é apenas um sintoma de outra doença.

  • Prostatite crônica: uma ereção inferior ou a falta dela leva à inflamação da próstata.
  • Distúrbios psicológicos: estresse nervoso, excitação excessiva, fadiga, dependência de drogas, alcoolismo, depressão, distúrbios psicopatológicos específicos – o chamado “medo da impotência sexual”, técnica sexual esgotada, etc.
  • Distúrbios neurológicos: doenças da medula espinhal (lesões da medula espinhal), distúrbios do fluxo sanguíneo cerebral (acidente vascular cerebral), fratura da coluna e dos ossos pélvicos, esclerose múltipla, doença de Alzheimer, Parkinson.
  • Doenças endócrinas: diabetes, hipogonadismo (hipoplasia das glândulas sexuais), obesidade, hipotireoidismo, prolactinoma (tumor cerebral).
  • Alterações orgânicas no pênis: trauma, lesão, doença de Peyronie (curvatura do pênis), inflamações transferidas, etc.
  • Distúrbios do sistema vascular: uma lesão aterosclerótica do sistema arterial do pênis no fundo do tabagismo, diabetes mellitus, um distúrbio do sistema venoso, hipertensão, colesterol alto, oclusão (obstrução) das artérias pélvicas ( pode ocorrer após uma fratura dos ossos pélvicos).
  • Admissão de medicamentos: antidepressivos, hormônios, hipotensores, tranqüilizantes.

O diagnóstico da disfunção erétil começa com uma conversa com o paciente e uma história detalhada do desenvolvimento da doença. É necessário avaliar o aparecimento da doença, a duração do curso e os fatores predisponentes. Para a determinação quantitativa exata do grau de redução da ereção, vários questionários são usados.

Exame da genitália externa (fimose, curvatura do pênis, doença de Peyronie, anomalias do desenvolvimento), examine o sangue (estado hormonal, análise bioquímica), o sistema nervoso (reflexos). Detalhes sobre a presença de doenças crônicas e um grupo de medicamentos em uso constante são importantes. As pesquisas funcionais são realizadas: ultrassom Doppler dos vasos do pênis, monitoramento das ereções noturnas espontâneas, Viagra-teste, introdução intracavernosa de drogas vasoativas. Dependendo da condição do paciente, estudos adicionais e mais complexos (cavernosometria, cavernosografia, falocintilografia com radioisótopos, estudos neurofisiológicos) podem ser prescritos.

Sintomas de disfunção erétil no homem.

Os sintomas de disfunção erétil são geralmente classificados em quatro categorias:

  • o primeiro são os sintomas de desejo prejudicado;
  • o segundo – os sintomas da disfunção erétil;
  • o terceiro e o quarto são frequentemente combinados: são sintomas de ejaculação e orgasmo.

Na maioria das vezes, em 70-80 por cento dos casos, há uma violação de uma forma ou de outra de impulsos, quando um homem já não quer nada assim. O segundo mais comum são os sintomas de disfunção erétil, ou seja, uma ereção flácida e incompleta. E ainda mais raramente, ocorrem violações de ejaculação e orgasmo.

Como curar a disfunção erétil permanentemente?

Você está se perguntando se a disfunção erétil é tratada em homens de forma permanente? Ainda hesita em procurar ajuda de um médico? Você ficará interessado em saber que a impotência é tratada com eficácia e sem dor.

A disfunção erétil é uma doença curável, mas o processo de recuperação da função sexual exigirá a implementação estrita de um conjunto de recomendações médicas, que visam a eliminação bem-sucedida de patologias. Os principais componentes de uma recuperação rápida – rejeição do autotratamento, livrar-se de maus hábitos. Somente um médico experiente poderá selecionar métodos eficazes para tratar a impotência em homens.

Como curar a disfunção erétil em homens permanentemente?

Como tratar a disfunção erétil permanentemente?

O tratamento da impotência no homem ocorre em várias fases, sendo determinada pelo grau de intensidade da doença. Com rara disfunção erétil, o paciente é prescrito sessões de terapia psicológica. Em um estágio grave da doença, o homem passa a usar medicamentos. A cirurgia pode ajudar em situações desesperadoras.

É importante lembrar que você não deve pensar seriamente em comprar medicamentos e dispositivos técnicos de publicidade que promete aos homens retomar a função erétil rapidamente. O tratamento permanente da impotência deve ser resolvido por um médico, caso contrário corre o risco de ferir-se.

A presença de problemas sexuais muitas vezes pode ser eliminada com medicamentos, portanto, se você sempre se perguntou se é possível curar a impotência em homens de forma permanente com comprimidos, a resposta é positiva.

Outro procedimento útil para restaurar a atividade fisiológica completa é o vácuo. Esta opção é eficaz em violação da circulação do sangue arterial no órgão sexual masculino. Pode ser usado para estimulação temporária por 10-20 minutos, fixando o órgão com um anel na base. Mas livrar-se do problema na fase inicial e retomar a ereção com este medicamento não funcionará.

A terapia por ondas de choque é uma palavra nova no tratamento permanente da impotência masculina. Trata-se de uma tecnologia única baseada na ação direta de ondas acústicas, que provoca a retomada do crescimento de novos vasos sanguíneos. Isso leva à retomada da funcionalidade do pênis.

Terapia medicamentosa para disfunção erétil.

A aceitação de medicamentos que aumentam o fluxo sanguíneo para os vasos sanguíneos do pênis no momento do contato sexual nem sempre permite obter bons resultados. O Viagra e o Cialis são suplementados com pomadas, injeções e massagens, um efeito tão complexo dará o melhor efeito permanente.

Terapia medicamentosa para disfunção erétil: comprimidos de Viagra e Cialis.

Mas é importante que o homem observe rigorosamente a medida, não é necessário ultrapassar a dose recomendada do medicamento em gramas, para que o medicamento auxiliar atue corretamente. No tratamento da disfunção erétil, deve-se seguir as recomendações do regime diurno, não se esquecendo de um sono profundo, que ajuda o organismo a se recuperar. Você precisa usar medicamentos para aumentar o fluxo sanguíneo no máximo uma dose por hora, não ultrapassando 30 doses por mês.

Tratamento cirúrgico da disfunção erétil

A intervenção cirúrgica no tratamento da impotência no homem deve ser escolhida quando as principais causas do desenvolvimento da doença são agravadas e o uso de Viagra (Sildenafil), Cialis (Tadalafil) e outras drogas não tonificam os músculos. Na presença de distúrbios cognitivos, será útil aplicar métodos mais eficazes. A intervenção cirúrgica ajuda a livrar-se da impotência e elimina o uso de medicamentos no futuro, por isso esse método de tratamento pode ser considerado o mais eficaz e permanente.

Melhor tratamento para disfunção erétil

Como ajudar um homem com disfunção erétil?

Se a relação sexual não terminou com ejaculação, ou, inversamente, se observa uma ejaculação rápida, há um sério problema de saúde. Com a idade, é perfeitamente compreensível a ocorrência de tais momentos e, para um jovem cheio de força e energia, trata-se de uma tragédia de proporções universais. Essas falhas na cama afetam negativamente não apenas a saúde física, mas também se tornam a causa de um trauma psicoemocional, um complexo de inferioridade. A atração sexual e excitação podem ser curados, a coisa principal – para abordar a solução do problema em um complexo.

Melhor tratamento para disfunção erétil.

Tratamento psicológico da ereção

Para obter o melhor resultado, a disfunção erétil em homens requer correção oportuna, terapia medicamentosa, mas primeiro é necessário submeter-se a um diagnóstico completo de todo o corpo e determinar a causa do processo inflamatório. Somente após a eliminação do fator patogênico pode-se julgar uma recuperação produtiva e a escolha do melhor tratamento.

É importante não excluir a presença na vida do homem do componente psicológico da disfunção erétil, quando o paciente tem medo da intimidade após um trauma psicológico recente ou, ao contrário, de longa duração.

Tratamento psicológico da ereção.

O médico lhe dirá qual a melhor maneira de remover o desequilíbrio emocional.

Por exemplo, pode ser o seguinte tratamento para disfunção erétil em homens:

  • uso de sedativos para acalmar o sistema nervoso;
  • curso completo de auto-hipnose, a atração por hipnose não está excluída;
  • tratamento de depressão crônica, estresse severo;
  • uso de treinamento automático;
  • suporte emocional do parceiro sexual;
  • discutindo o problema com sua alma gêmea.

Tratamento medicamentoso da ereção

Compreender a causa da disfunção erétil e encontrar a melhor maneira de eliminá-la é uma coisa e outra bem diferente é livrar-se das manifestações externas da disfunção erétil nos homens. A principal tarefa neste processo é aumentar a circulação do sangue venoso, para evitar a formação de congestão nos órgãos pélvicos, para garantir uma elevada permeabilidade das paredes vasculares. Se os estudos clínicos ajudaram a determinar o fator patogênico, os métodos conservadores em casa só irão acelerar o processo de cura natural.

Esta é a melhor maneira de melhorar o suprimento de sangue aos órgãos pélvicos em um homem:

Comprimidos para o tratamento da disfunção erétil em homens. Para o melhor tratamento da disfunção erétil, medicamentos como Levitra, Sildenafil, Cialis, Viagra provaram ser bons. Esses medicamentos, ou melhor, suas substâncias ativas, atuam diretamente nos corpos cavernosos do pênis, relaxando-os e restaurando o fluxo sanguíneo para os órgãos pélvicos.

Tratamento medicamentoso da ereção em homens.

Injeção. Com a administração intracavernosa da droga diretamente no pênis, ocorre uma expansão imediata dos vasos do sistema circulatório da zona característica, resultando em uma ereção estável e prolongada. As doses diárias e a escolha do medicamento são feitas por um andrologista ou urologista.

Pomadas e géis. Este é um tratamento adicional da doença de base, que tem um resultado medíocre no tratamento da disfunção erétil. As propriedades curativas dos cremes e pomadas ajudam a aumentar o efeito terapêutico geral, e sua ação no corpo do homem acelera o processo de cura natural, devolve a fé em si mesmo.

Melhor medicamento para disfunção erétil. Comprimidos para ereção.

Escolhendo uma técnica que forneça o melhor e mais eficaz tratamento para a disfunção erétil em homens, é necessário começar com uma pesquisa. Em alguns pacientes, a impotência progride no contexto de distúrbios neurogênicos, em outros torna-se uma consequência desagradável de dano genital (fator traumático), e ainda outros entendem que a disfunção erétil é o resultado de problemas no sistema endócrino.

Melhor medicamento para ereção.

Se você não eliminar a etiologia do processo patológico, o tratamento produtivo fica complicado.

Abaixo estão os melhores medicamentos que restauram a potência no menor tempo possível:

  • Testosterona hormonal;
  • Drogas injetáveis;
  • Inibidores (Viagra, Cialis e outros);
  • Velas para inserção na uretra;
  • Terapia de vitaminas.

Os melhores medicamentos para aumentar a potência e o tratamento da ereção

Em qualquer forma de disfunção erétil em homens, o principal objetivo do médico é eliminar a causa da impotência, enquanto o desejo do paciente é restaurar rapidamente a potência. Para melhorar o estado geral de um homem, é necessário examinar a próstata em busca de processos inflamatórios, além de submeter-se a um curso de terapia com vitaminas.

Abaixo estão os melhores medicamentos para restaurar a disfunção erétil em casa:

Os melhores medicamentos para aumentar a potência: Viagra, Cialis e Levitra.

Os melhores medicamentos hormonais para a ereção masculina

Se a causa da disfunção erétil nos homens for o comprometimento dos hormônios, ela pode ser restaurada por métodos conservadores com a participação de um endocrinologista. Essa é a chamada terapia de reposição, e a essência dessa técnica é normalizar o indicador de testosterona no sangue, garantir o fluxo da urina, estimular o fluxo sanguíneo nos órgãos pélvicos, tratar a próstata inflamada, enviar impulsos para as membranas cerebrais e para estabelecer o funcionamento do sistema urinário.

Portanto, neste caso, o uso das seguintes drogas hormonais é apropriado para o tratamento da ereção masculina:

  • propionato de testosterona;
  • Masterolone;
  • Enantato de testosterona;
  • Cipionato de testosterona.

As melhores injeções para o tratamento da disfunção erétil

Há uma categoria de homens para os quais é mais fácil fazer uma injeção para garantir a força masculina e não para procurar as causas da patologia. Tal abordagem é apropriada na velhice, quando o estado interno de saúde afeta negativamente a potência. No caso de pacientes relativamente jovens, o uso de injetáveis ​​deve ser complementado com um curso completo, a fim de eliminar a causa raiz da anomalia característica.

Para garantir o fluxo de sangue para os órgãos pélvicos e para estimular a elasticidade dos vasos, é importante injetar os seguintes medicamentos nos corpos cavernosos:

  • Alprostadil;
  • papaverina;
  • fentolamina.

Remédios naturais para disfunção erétil

O uso de remédios naturais para o tratamento de várias doenças em muitos países é considerado um método simples, seguro e acessível. E se, na China ou na África, as pessoas usam agulhas de ouriço processadas ou besouros em pó para restaurar a saúde, os métodos de tratamento populares em países mais desenvolvidos não são tão originais.

Os remédios naturais mais populares da medicina tradicional para livrar os homens da impotência e da disfunção erétil:

Gengibre. Você pode preparar esta raiz em pó com seu chá favorito, tome três vezes ao dia. Você pode fazer tintura de álcool com gengibre e levá-la para dentro com 10 gotas.

Ginseng. Você pode fazer a tintura de ginseng com álcool a 40 graus e tomá-la no copo por dia. A quantidade de raiz de ginseng é calculada individualmente, dependendo da intensidade da disfunção erétil no homem.

Casca de carvalho. 30g de casca precisam ser moídas e insistem em 1 litro de água gelada. É necessário beber 1 copo com o estômago vazio diariamente.

Noz. As nozes são esmagadas e misturadas com mel, limão e alho. Use 1 colher de chá três vezes ao dia.

Sementes de abóbora e sementes de girassol. Eles são consumidos na forma torrada de 30-50g diariamente.

O uso de remédios naturais para o tratamento da disfunção erétil não perde sua relevância devido às propriedades úteis dos componentes utilizados. Mas você não deve se envolver com eles, pois os medicamentos são considerados mais eficazes para o tratamento da disfunção erétil. A única exceção é quando um homem doente tem uma alergia grave a vários medicamentos. Nesse caso, nos estágios iniciais da disfunção erétil, o homem deve usar remédios populares e homeopatia.

Vídeo: como curar a disfunção erétil?

Tratamento para disfunção erétil: Rádio da Clínica Mayo

Return to top of page